Greve na Caixa Geral de Depósitos

Os sindicatos da Caixa Geral de Depósitos em França (Força Operária, Confederação Geral do Trabalho e Confederação Francesa dos Trabalhadores Cristãos) apelam a uma greve geral dos trabalhadores da Sucursal na próxima terça-feira dia 17 de maio.

Este apelo à mobilização geral do pessoal da banca pública em França visa protestar contra a importante degradação salarial e das condições de trabalho a que se tem vindo a assistir nos últimos anos na Sucursal bem como o seu impacto na saúde física e mental dos trabalhadores, no serviço prestado à comunidade portuguesa em França e na perenidade da Sucursal.

 Os sindicatos e as demais instâncias representativas do pessoal, nomeadamente a Comissão de Trabalhadores, alertam para o facto de as rédeas da Sucursal estarem desde há quatro anos a esta parte nas mãos de dirigentes que anteriormente prestaram serviço na instituição em Espanha (Banco Caixa Geral) onde se assistiu ao desastre que é do conhecimento geral com custos de centenas e centenas de milhões de euros para a banca pública e o país, dezenas de agências fechadas e a destruição de perto de meio milhar de postos de trabalho.

A repetição de um tal desastre em França interpela todos os trabalhadores e as suas instâncias representativas que não podem continuar a assistir, impávidos, ao crescimento vertiginoso que o crédito mal parado registou nos últimos três anos na Sucursal, a qual perde atualmente centenas de clientes ao mês e conhece um movimento de demissões do pessoal sem precedente na sua história de mais de quarenta anos.

Os trabalhadores dão o melhor da sua dedicação e esforço à Sucursal mas não podem continuar a tolerar que as remunerações milionárias concedidas aos seus dirigentes coexistam com a perda abissal do seu poder de compra e a degradação das suas condições de trabalho e exigem respeito para com eles e a emigração portuguesa em França, bem como uma gestão não danosa do banco público e a garantia da sua perenidade.

Paris, 17 de maio de 2016

Sindicatos da CGD França:
Força Operária, Confederação Geral do Trabalho, Confederação Francesa dos Trabalhadores Cristãos