Lesados do BES manifestam em Paris

Lesados do BES numa manifestação em Lisboa. Foto António Cotrim/Lusa.
O Bloco de Esquerda França reitera a sua inteira solidariedade para com a luta dos emigrantes portugueses lesados do BES e a manifestação por eles convocada para o próximo dia 27 de junho.

Os emigrantes não são responsáveis do colapso do BES nem da burla de que foram objeto e/ou do assalto de que estão a ser vítimas. Os emigrantes não adquiriram produtos de capital-risco, apenas confiaram ao banco as suas economias sob a forma de depósitos a prazo. Que lhe sejam devolvidas as somas depositadas é da mais elementar justiça e constitui a mais legítima das reivindicações.

O Governo português é um ator essencial na resolução deste problema, razão pela qual o Bloco de Esquerda apela à sua intervenção urgente para que sejam devolvidas aos emigrantes as poupanças de vidas inteiras de trabalho e sacrifício, poupanças de que muitos e, nomeadamente, os reformados, dependem para viver e cuja privação coloca em situações de desespero.

Não podemos continuar a deixar que os vampiros da finança suguem as economias de vidas inteiras de trabalho e sacrifício e continuem impunes, a vender os mesmos produtos e a usar as mesmas práticas.

Basta de roubo, de assalto, de espoliação dos emigrantes!

O Bloco de Esquerda França saúda a luta dos emigrantes portugueses lesados do BES e apela à população portuguesa de França para que se junte à manifestação do dia 27 de junho na qual participará, e que partirá do 45, avenue Georges Mandel no XVI bairro de Paris, pelas 10 horas da manhã, em direção à Embaixada de Portugal em França.

Paris, 22 de junho de 2015
Bloco de Esquerda França
www.esquerda.net